06 março 2009

Areias mais confortáveis!

No último domingo, 1 de Março, voltei às areias, agora para experimentar a condução em areia a 4 rodas.
Há muito tempo que o queria fazer, mas só agora, depois de ter experimentado de moto, se proporcionou também de carro.
À minha experiência de há um mês, juntou-se ainda a vontade de treinar na areia para a viagem a Marrocos. Infelizmente eu não vou lá poder ir (...) mas bem que gostaria!


Embora, da mesma forma que de moto, a condução não se assemelhe em nada com aquilo que estava habituado no monte, com o carro é tudo muito mais fácil!
O carro também foge para todos os lados, a direcção parece que não está lá a fazer nada, mas é muito mais confortável, até porque o carro não tomba para o lado... ;-)

Integrado num grupo de 9 carros, o Pinin, até como já é costume, era o mais pequeno :-)
Equipado com os pneus "de estrada", os Michelin Synchrone, senti como principal dificuldade a falta de tracção, mas também a baixa altura do carro.
É que os 2,5 cm que os outros pneus, "de monte", acrescentam, na areia teriam feito muita diferença. Em muito sítios o fundo ia a lavrar e, naturalmente, a prender.
Se toda a gente, antes de lá irmos, me dizia que os Insa Turbo Sahara se enterrariam muito mais facilmente na areia, saí de lá a pensar que... talvez... não tivesse sido bem assim. De forma idêntica à Transalp, o Pinin com os pneus mistos não conseguia cortar os regos e sair deles, ao contrário do que vi todos os outros fazer...


Desta vez não me esqueci da máquina fotográfica e tirei bastantes fotografias.
No entanto, e para já, deixo ficar aqui apenas umas amostras e o filme, pois a máquina de filmar também foi!
Do filme só constam 4 situações, todas de alguma dificuldade, principalmente pela inexperiência dos pilotos em areia.
A última, em que aparece o Pinin completamente atascado, pode-se dizer que foi resultado de "uma experiência" mal conseguida. Até ali ainda não tinha metido as redutoras, nem andado tão devagar. Quando o fiz, e naquela situação em que o terreno subia ligeiramente, ia a experimentar andar devagar. Mas não é possível!
Antes de pousar ainda fiz outra "asneira": depois de parar resolvi vir para trás cerca de 1 m e voltar a "atacar". Como não deu, voltei a tentar uma segunda e uma terceira vez, até que pousou mesmo. Nem para trás nem para a frente.
Como se pode ver pelas imagens, as quatro rodas rodam e o carro quase não sai do sítio. A falta de tracção é muito notória com estes pneus!...
Também da mesma forma que com a Transalp, acabei a pensar:
"Para a próxima tenho de experimentar com os pneus de taco!"



Comigo, e pela primeira vez, levei o meu colega CXRamos (foi ele que gravou as imagens moventes).
Sendo ele inexperiente nestas andanças, deve ter ficado com a ideia de que "estes marroquinos são loucos!"
:-)))
E talvez sejemos mesmo!... ;-)